Make your own free website on Tripod.com
Arda
Home
Origem dos Centauros
Origem dos Faunos
Origem dos Homens-Fera
Origem dos Lobisomens
Origem das Diadres
Origem dos Meio-Sereianos
Origem dos Elfos
Origem dos Anões
Origem dos Hobbits
Gigantes e Meio-Gigantes
Origem dos Meio-Anjos
Origem dos Meio-Demônios
Origem das Veelas
Origem dos Vampiros
Origem das Fadas

Origem dos Vampiros

Sobre Vampires XD

O que são vampiros? Vampiros são seres muito misteriosos, esta raça chega a ser mais antiga do que a nossa própria raça... Eles já nasceram com o dom da inteligência e agilidade. Nós seres humanos éramos seus rebanhos, assim como hoje as vacas são para nós... Mas eles viram que nós podíamos evoluir, e assim nós cuidarmos sozinhos, e por isto ele resolveram deixar-nos "viver" por conta própria... Mas para a infelicidade deles nós fomos muito mais longe do que suas expectativas... Os vampiros não podem sair ao sol, pois suas peles e corpos são delicadas demais para os raios solares mesmo quando este está escondido pelas nuvens, por isto o fato deles viverem em subsolos, assim não correm o risco de serem pegos desprevenidamente pelo sol ou assassinos... Existem alguns clãs de vampiros que são (para saber mais sobre os clãs clik no link):

- Assamitas clan foi fundado há mais de um milênio nas montanhas da Turquia, tendo sempre protegido ferrenhamente sua privacidade. Os Assamitas são uma espécie estranha de fundamentalistas, praticando uma fé que é uma mistura das muitas religiões do Oriente Médio, com a mitologia vampírica. Eles acreditam que a única forma que os vampiros têm de alcançar o céu, é se aproximando ao máximo de Caim, e a única maneira de fazê-lo, é reduzindo sua geração. Durante a maior parte de sua história, os Assamitas se dedicavam a Diablerie, procurando sempre chegar ao "Primeiro". Eles se tornam os assassinos mais temidos entre os Membros. As lendas Assamitas afirmam que seu fundador, matou com as próprias mãos, dois Membros de Segunda geração. Durante a Idade Média ( época de ascensão dos Sabbat ), os Assamitas destruiram muitos Ançiões da Camarilla, e esta declarou uma Caçada de Sangue contra todo o clan Assamita. Depois de um período de sete anos, o Alamut - Antiquíssimo santuário fortificado do Clan Assamita, quase foi descoberto e pela primeira vez na História, o Clan Assamita suplicou por paz, negociando um tratado complicadíssimo. Infelizmente para o Clan, não é mais possivel que estes pratiquem a Diablerie, pois os Tremere realizaram um grande ritual sobre todos seus membros. Os Assamitas são conhecidos hoje, como predadores noturnos, e ninguém se enquadra melhor nessa descrição. Eles caçam mortais e vampiros com a mesma volúpia. Contratados habitualmente como arcontes pelos Justicars, e como assassinos pelos príncipes, não há clan mais temido pelos membros. Misteriosos e taciturnos, os Assamitas seguem sua presa a qualquer parte do mundo, e aceitam como pagamento o sangue de seus empregadores.

DISCIPLINAS :

Ofuscação :

Os membros dotados com essa Disciplina conseguem se imiscuir em multidões e, quando precisam, esconder-se delas. Quando eles não querem ser vistos, outros, especialmente mortais, raramente notam sua presença.

Rapidez :

Esta Disciplina explica a rapidez superior de alguns vampiros. Um nível de rapidez possibilita a um vampiro deslocar-se extremamente rápido em momentos de estresse e desempenhar ações multiplas num único turno.

Quietus :

Uma morte silenciosa é o objetivo desta Disciplina. Seus usuários são capazes de matar sem que ninguém venha a saber que eles estiveram próximos da vítima.

RELAÇÕES :

A Camarilla : Uma fonte útil de empregadores, mas seria bobagem nosso clan afiliar-se a ela. Lucramos mais agindo à margem das leis que dentro dela.

O Sabbat : Crianças imprestáveis. Eles matam sem razão ou elegância - Qual é a graça de um assassinato se ele custa as pós-vida de 20 de seus irmãos e irmãs ? E preciso 100 deles para imitar o que um de nós faz.

 

- Brujah O clã Brujah é composto quase completamente de rebeldes de todos os tipos, eternamente à procura das expressões definitivas de sua individualidade. Os Brujah são punks, carecas, motoqueiros, death-rockers, freaks, socialistas e anarquistas. Tendem a serem teimosos, altamente agressivos e extremamente vingativos. São os vampiros mais incontroláveis da Família. Esses desasjustados são fanáticos por suas crenças disparatas, a única coisa que os une é o seu desejode sobrepujar o sistema social, seja vampírico ou mortal, e substituí-lo por um sistema forjado por eles mesmos (ou com nada). Muitos são obstinados, devotamdo-se à sua causa até se tornarem cegos a todas as outras nuances da verdade. Embora os Brujah sejam incrivelmente separatista, ajudam uns aos outros em momentos de necessidade, a despeitos de disputas ou antagonismos passados. Se o chamado Brujah for feito, outros irão responder, mas o bando reunido ficará enraivecido se acharem que foram convocados sem motivo. O clã é mal organizaddo e apenas ocasionalmente convoca reuniões informais. Os Bruah dependem de seu comportamento caótico para atingirem os resultados que desejam. Outros Membros lhes permite cometer suas exentricidades. Certas atividades que fariam outros membros serem eliminados costuma valer-lhes apenas o comentário: "Ah, é um Brujah". Explosões de insolência e comportamento turbulento não surpreendem quando partem de um Brujah. Os outros membros aprenderam a conceder aos Brujah uma liberdade de ação que não seria tolerado em nenhum outro vampiro.

DISCIPLINAS :

Rapidez :

Esta Disciplina explica a rapidez superior de alguns vampiros. Um nível de rapidez possibilita a um vampiro deslocar-se extremamente rápido em momentos de estresse e desempenhar ações multiplas num único turno.

Potência :

Esta Disciplina define a força superior que o vampiro possui. Este físico adicional pode permitir que sejam realizadas façanhas, muito além do que um mortal comum seria capaz de desempenhar. A Potência possibilita que o vampiro salte distâncias imensas, ergam grandes pesos e inflijam danos consideráveis sobre indivíduos ou objetos.

Presença :

Aquele que detém esta disciplina é excepcionalmente atraente a outros indivíduos. As pessoas querem estar na compania deste, para banharem-se na luz brilhante que ele irradia. A Presença é um aspecto natural de personalidade de cada um. É uma disciplina poderosa, porém, sutil.

RELAÇÕES :

Nosferatu : Devido à sua aparência, são rejeitados injustamente. Somos os únicos que os respeitam, a despeito de sua bestialidade.

Tremere : Nossos arqui-inimigos. Ninguém é pior que esses manipuladores.

Gangrel : Verdade seja dita : Eles sabem lutar.

Toreador : Bastardos afetados. Eles seriam aliados dignos se não fossem dependentes de vícios humanos.

Ventrue : Esses políticos vis e coniventes são hipócritas do mais alto grau.

Malkavianos : Alguns são bons companheiros, mas são todos esquisitos.

 

- Gangrel (Nós caminhamos pela terra a tempo suficiente de saber julgar o certo do errado o bem do mal, ou qualquer outra coisa que pensemos. Somos para muitos o que chamam de forasteiros, mas a nossa vida é de peregrinação. No nosso sangue corre não somente a força dos lobisomens, mas também a vontade e a astucia dos ciganos. Nossa história vem de muito tempo, o tempo em que Adão e Eva já existiam no paraíso, e com ele a idéia de uma vida boa e tranquila. Nós conseguimos manter um bom relacionamento com os lobisomens e os ciganos por sermos na verdade uma mesma familia, somos carne da mesma carne e sangue do mesmo sangue, temos apenas um ancestral em comum, e é ela que nós dá a força suficiente para vivermos até os dias de hoje. No começo dos tempos quando Deus criou Adão, ele fez para ele uma esposa, seu nome não é eva como todos pensam, era sim Lilith. Criada do mesmo barro que Adão, Lilith se demonstrou, feminista demais para permanecer ao lado daquele que Deus escolhera para ela ficar, e Adão se queixando disso a Deus, fez com que Lilith fosse expulsa do jardim o édem, para nunca mais voltar. Foi então que Deus tirou do próprio corpo de Adão, sua costela e com isso Eva nasceu para servir os desejos de Adão. Lilith então partiu, para a floresta que estava fora do jardim do éden, mas Lilith não ia sozinha, para fora do Jardim, ela levava em seu ventre vidas que mais tarde decenderiam a nossa espécie. Lilith pariu sozinha na floresta, sob os cuidados de uma equipe médica um tanto quanto diferente, esta equipe era formada por apenas animais. Sim, os grandes predadores, que naquela época não sabiam seus nomes ou se eram predadores ou presas, estavam ajudando aquela que fora expulsa do paraíso, eles nada fizeram com Lilith apenas a ajudaram. Eram 5 os animais que ajudarama Lilith a parir as 4 crianças que estavam em seu ventre, cada criança fora dada para um dos animais, uma criaça foi dada a um Urso, outra dada á um Lobo, outra dada a um Tigre e a quarta criança dada a Serpente, mas infelizmente esta criança da serpente nascera morta e por isso a serpente fora embora junto com o quinto animal que é apenas descrito como "fera". Cada animal levou as crianças para serem criadas da forma que eles desejavam. Estas crianças tornaram-se ancestrais dos zoantropos, os quais chamamos de Lupinos ou Lobisomens. Uma das filhas de Lilith, cujo nome chegou a nós como Enóia, foi criada pelos lobos. Até mesmo depois que os lobos souberam que eram carnivoros e passaram a se alimentar de outros animais, continuaram cuidando dela como se fosse um membro de sua matilha. Quando Enóia cresceu, ela tomou o lobo mais forte da matilha como seu marido e deu-lhe muitos filhos. Alguns foram como ela humanóides, outros eram como o pai e corriam livres como ele. Mas ainda sim dentro de cada um deles existia a semente do outro fazendo assim a existencia dos Lupinos como nossos ancestrais. Os tempos passam e Enóia fica cada vez mais insatisfeita com a sua vida, e deixa a matilha para viajar pelo mundo imortal como seus pais, ela vagou sozinha por muitos anos, finalmente chegando a uma cidade erguida pelos seus meios irmãos, os decendentes de Adão e Eva. Sua grande beleza e natureza ligeiramente mundana fizeram com que ela fosse bem recebida em Enoque. Ela residiu na primeira cidade por muito tempo, até que numa série de incidentes semelhantes aos que muito mais tarde envolveriam Helena de Tróia, ela se tornou fonte de discórdia, nesta protocidade.Por fim Lilith resolveu partir, mas não antes de dar filhos a muito de seus amantes. São destes filhos que Lilith deixou na primeira cidade que descendem os ciganos. Mais uma vez ela vagou pelo mundo, sózinha como uma forasteira, como uma nômade ou se preferir como uma cigana. Em qualquer lugar que ela parava, sua presença causava discórdia e ela era expulsa.

Finalmente, muito depois de seu sangue ter se misturado ao dos filhos de Adão e Eva, ela encontrou um dos filhos de Caim, que a convenceu a retornar a Enoque, a primeira cidade. Ela não poderia satisfazer os próprios apetites, mas isso tinha pouca importância, pois ela provou ser interessante de outras formas. Em sua paixão um pelo outro, não tardou muito até que ela fosse abraçada.

É dela que descendem todos aqueles que são conhecidos como forasteiros. Os Grangrel. Com ela aprendemos a lingua dos animais, e como mudar nossa forma para nos assemelharmos a eles, para que possamos defende-los e usarmos de suas abilidades para nosso próprio fim. Dela também obtivemos nosso licença parra correr o mundo em liberdade. Assim como a árvore genealógica dos Lupinos tem o seu ápice nos dias em que Lilith respirava, nós podemos marcar nossa origem no momento em que ela bebeu do sangue de um vampiro e parou de respirar. Mas nós lembramos, embora os nossos meio-irmãos, lupinos já tenham esquecido, que possuímos uma mãe em comum nos dando força para sobreviver no mundo que nos assola hoje em dia.

DISCIPLINAS :

Animalismo :

O Animalismo permite empatia e poder sobre o mundo animal, e também com o animal interno, a Besta que se esconde no coração de cada Cainita. Os indivíduos com Animalismo conseguem compreender e acalmar as paixões dos animais. Eles podem controlar as ações destas criaturas tocando o coração da Besta dentro de todos eles.

Metamorfose :

Esta Disciplina permite a um vampiro transformar seu corpo inteiro, ou uma parte de seu corpo físico, em alguma coisa inumana. Dessa forma o vampiro pode fazer crescer garras, transformar-se num morcego, lobo, fundir-se a terra ou se transformar em névoa.

Fortitude :

A Fortitude descreve um tipo de resistência e vigor sobrenatural que possibilita ao Membro vantagens extras em resistir a danos a que sua espécie seja particularmente vulnerável. A Fortitude fornece capacidade em resistir à luz solar e ao fogo àqueles que a possuem.

RELAÇÕES :

Nosferatu : Membros de espírito forte. Temos muito em comum com eles.

Tremere : Embora eles não percebam isso, somos inimigos. Eles seguem a trilha errada e procuram destruir a todos nós.

Brujah : A sua virtude é pura. Mas sua visão é turva.

Toreador : Nós os desprezamos porque desprezo é tudo que merecem. Eles precisam aprender a servir em vez de roubar.

Ventrue : Cada seita precisa de líderes. Cada líder precisa servir a uma seita. Nossos líderes não são melhores ou piores que a maioria.

Malkavianos : São reservatório de imenso poder, mas mesmo eles não sabem explorá-lo.

 

- Giovanne Nenhum outro clan é mais dedicado a manter uma família que os Giovanni. Segundo a lenda, o fundador do clan, quis aumentar seu próprio poder Abraçando uma confraria de necromantes venezianos. Só que esta confraria na verdade era uma família muito unida, que nutria um forte interesse em religiões mediterrânes. Estes eram os Giovanni. A retribuição dos Giovanni ao seu senhor, pelo dom recebido, foi presentea-lo com sua própria morte, assim como todos seus outros descendentes. Após serem perseguidos por muito tempo, devido a tal ato de horror, os Giovanni fizeram um pacto com a Camarilla, prometendo manter-se em paz, quietos e afastados da política da Camarilla. O clan Giovanni aparentemente mantém tal voto.

Cada integrante deste clan também é um membro da família Giovanni. Segundo uma tradição antiga, os membros Abraçados são sempre da mesma família. Três indivíduos de cada geração são escolhidos durante a infância para serem Abraçados quando estiverem prontos. Como todo Giovanni é parente de sangue, eles são extremamente leais uns aos outros. O Clan Giovanni é um dos mais rigidamente controlados, e os membros do clan mantém contato constante entre si. O clan ainda é regido com mão de ferro por seu patriarca, Augustus Giovanni, líder original da Confraria. Augustus considera seu controle sobre a linhagem semelhante ao possuido por um príncipe sobre uma cidade, e exige que aqueles abaico dele respeitem a Lei da criação : sua permissão precisa ser obtida antes da dádiva do Abraço Giovanni ser consedida a qualquer um. Os vampiros Giovanni são mercadores, especuladores e investidores que passam a maior parte de suas noites em arranha-céus, manipulando seus vastos bens. Eles passam o restante de suas noites em criptas e mausoléus executando seus rituais sombrios e mórbidos.

DISCIPLINAS :

Potência :

Esta Disciplina define a força superior que o vampiro possui. Este físico adicional pode permitir que sejam realizadas façanhas, muito além do que um mortal comum seria capaz de desempenhar. A Potência possibilita que o vampiro salte distâncias imensas, ergam grandes pesos e inflijam danos consideráveis sobre indivíduos ou objetos.

Dominação :

Esta Disciplina refleta a capacidade mística dos vampiros em influenciar a mente e ações dos outros. A Dominação é um aspecto do poder da mente e da vontade. Ela afeta o julgamento e o funcionamento mental do alvo, não as emoções.

Necromancia :

Esta Disciplina permite a um vampiro invocar e conversar com espíritos mortos, possivelmente obtendo conselhos e conhecimento com alguns deles.

RELAÇÕES :

A Camarilla : Esses viciados em trabalho estão sempre metendo os narizes onde não foram chamados. Se quisessem saber o que fazemos, teriam que se matar. O Sabbat : O clan Giovanni foi aquele que mais se aproximou da verdade, mas por terem parado tão perto, levarão mais tempo para alcançá-la. Não há risco em ignorá-los.

 

- Nosferatu Somos aquilo que muitos não querem ser, somos o medo que muitos tem. Todos tem o desejo se ser vampiros, mas não como nós somos, trazemos o horror e o medo para todos aqueles que nos vem na nossa verdadeira forma, somos os lobos com pele de cordeiro. Mas tudo isso é causado por nossos antepassados, toda nossa dor e sofrimento vem muito antes da própria sociedade e das pessoas, somos assim porque nós fizeram assim. Somos apenas os Nosferatus. Conto aqui como ouvi o meu senhor me contando. Nos primeiros dias do mundo Nosferatu (assim ele ou ela eram chamados) era o maior caçador do mundo, ele costumava sair de sua caverna sozinho, para caçar pois achava que os outros iriam atrapalhar ele nas suas capturas, a única arma que carregava era uma lança enorme. Suas presas não eram pequenos animais como muitos de nós nos alimentamos, ele caçava grande animais, como leões, tigres, lobos e muitos outros. Era a idade do Gelo, e Nosferatu sempre ia atrás do que ele tinha vontade de caçar, normalmente era algo que servia para toda a tribo comer, Nosferatu era respeitado mas não adorado em sua tribo, ser de alta selvageria e arrogância, tão pervertido quanto nossos irmãos Malkavianos. Ele caçava porque gostava de matar, ele conseguia ser mais violênto que os Brujah. Uma certa noite Nosferatu saira para caçar um tigre dente-de-sabre, quando se encontoru com uma das filhas de Caim, que estava caçando também, na verdade ele não se encontrou com ele e sim foi encontrado por ela. A mulher estava o espreitando e ele nem notou a presença dela. A mulher estava lambendo os lábios e preparando as garras para matar Nosferatu e consumir o seu sangue, mas a Lua iluminou o rosto de Nosferatu e a mulher teve uma enorme surpresa. Ao contrário de nós Nosferatu era muito belo, e surpreendera a mulher que o caçara naquele momento. Assim, a mulher o seguiu, rastejando pelo mato enquanto ele caçava o dente-de-sabre. E quanto mais ela o observava, mais ela gostava de Nosferatu, a sua intenção era comprovar se realmente Nosferatu era um bom caçador. Assim, ela aguardou até que Nosferatu encontrou o tigre e o enfrentou, com apenas uma lança, matando o enorme gato. Mas este foi o erro de Nosferatu, a mulher vendo tanto sangue jorrando do animal se descontrolou. Ela saltou uivando como um lobo sedento por sangue para cima do animal. Nosferatu, como um ótimo caçador e enciumado com a sua caça tentou a proteger com toda a sua força e arrogancia. A filha de Caim quebrou a lança como uma vareta, e jogou Nosferatu com uma garrada através da clareira, contra uma árvore, ao bater nela Nosferatu quebrou a espinha. Quando ela acabou de beber do gato, voltou-se para Nosferatu. Ele estava se contorcendo no chão como um verme, tossindo gemendo. Agora a mulher estava saciada, e pensando racionalmente de novo. Assim, decidiu acabar o que havia planejado fazer. Ela abraçou-o ali mesmo. Nosferatu, deliciava-se em ser um vampiro agora, era muito mais fácil caçar a matar pessoas, para ele isso representava um desafio, ele foi o primeiro a desenvolver o poder de ofuscação. Nosferatu ensinou este poder a Assam e tudo o que ele sabe, por este motivo os assamitas são os assassinos que são hoje. Ele adorava usar a sua ofuscação para esgueirar-se dentro de uma tribo, e em seguida reaparecer e matar quase toda ela. Mas tudo isso era causado pelo ódio que Nosferatu sentia pela sua senhora. Não sentia ódio por ela te-lo vencido, mas sim por ela ter feito uma cicatriz em seu rosto o te-lo deixado feio. Em virtude disso ele aperfeiçoou o poder da ofuscação para que ele pudesse esconder este ferimento. Seu ódio pela senhora cada vez estava maior dentro de si, então a cada noite que Nosferatu caçava e imaginava como daria cabo de sua senhora quando Caim não estivesse por perto. De qualquer modo Nosferatu era arrogante mas não era idiota. Sabia, no fundo que seu coração negro, que não podia matar sua senhora, mesmo também sendo um vampiro agora. Assim Nosferatu meditou, meditou até o dia que descobriu que o Tzimisce, sabia como controlar a sua progênite com o seu próprio sangue, foi então que Nosferatu se aproveitou de sua ofuscação e vigiou o Tzimisce para ver como se fazia tal coisa. Então ele descobrira que era necessário somente dar o seu sangue 3 vezes para a sua progênite e então ela seguiria você até a sua morte. Nosferatu então começou a vagar pelo mundo mantendo-se o mais longe possível de Caim, e fazendo crianças da noite para prendê-las com o laço de sangue. A maioria de seus filhos eram como ele, malvados, cruéis e insensíveis, mas um dia Nosferatu cometeu um erro, ele se apaixonou, por uma linda mulher, ela estava se banhando em um riacho no meio da floresta. Ele a abraçou, mas ela fugiu antes que ele pudesse prendê-la com o laço de sangue. Nosferatu a procurou, mas não conseguiu encontra-la, tendo desistido quando o sol começou a despontar no horizonte. Depois de algum tempo fazendo isso Nosferatu começou a pensar que a maioria de seus filhos não eram tão poderosos quanto ele, e nem poderiam ser pois ele era o grande e poderosos Nosferatu, e exatamente como ele não poderia ser tão poderoso quanto seu senhor e o seu senhor a Caim. Nosferatu acreditava que qualquer indivíduo e objetos possuíam um espírito, e, segundo a crença você poderia pegar os espíritos das outras pessoas e prendê-los. Como Nosferatu era um caçador ele acreditava que quando ele comia a sua caça ele absorvia o seu espirito se tornando mais forte. Assim ele reuniu os melhores filhos, aqueles que eram os mais ferozes, cruéis e depravados, e deixou que o restante vagasse pelo mundo. Ele e os seus filhos voltaram a Primeira cidade. Mas ao chegar, Nosferatu não revelou sua presença. Ele disse aos seus filhos para que permanecerem escondidos. Então ele se fez invisível e espionou os outros. E um plano realmente maligno surgiu em sua mente. Nosferatu usou seus poderes ao modo de aparentar que tinha sido ferido gravemente. Ele esperou até que Caim estivesse sozinho e então foi até o Pai e, caindo, tossindo e gemendo, aproximou-se como um coitado. Caim preocupado com o que havia acontecido, pois nenhum de seus filhos jamis teria se ferido a este ponto. Ele perguntou oq eu teria aocntecido e Nosferatu respondia. - Ó, Pai vaguei por muito tempo pelo sul distante. Enquanto caçava deparei-me com uma criatura que jamais havia visto, uma fera metade lobo metade homem. Aproximei dele sem malicia e dirigi-lhe palavras de paz. Estas nada significam para a criatura, que saltou sobre mim e fez comigo o que o senhor está vendo. Caim levantou-se furioso, jurando encontrar o homem-lobo e destruí-lo. Pelo que sabemos e acreditamos acho que Caim encotnrou-o e por este motivo os Lobisomens nos odeiam tanto. Após a saída de Caim, que deixara todos sozinhos Nosferatu saiu e se escondeu nos arbustos. Ali ele esperou um pouco enquanto mudava de forma ele usará agora a forma de sua senhora, ele se esqueirou até os outros enquanto caçavam. E de repente ele saltara sobre os seus irmãos, golpeando-os e arranhando, mas deixando-os que fugissem. Nosferatu já em sua forma verdadeira encontrou a crias das crias de Caim que eram 12 e então Nosferatu contou a estes 12 que os 3 filhos de Caim estavam insatisfeitos de se alimentar de Humanos preferindo as suas crias, e que desejavam o amor de Caim somente para eles e sugeriu que se unissem e acabassem com os 3. Os 12 aceitaram a proposta de Nosferatu. E como Nosferatu já os espionava á um bom tempo, ele sabia as fraquezas de cada um. Nosferatu desviou a conversa para seus fins e tranformou a sua senhora na vilã da história. Na história Nosferatu disse que a sua senhora havia pensado em um plano com sede de sangue e havia evolvido os filho de Caim neste história. Foi então que Nosferatu ensinou aos irmãos o segredo da ofuscação, alguns esqueceram depois, e liderou a volta para a primeira cidade, com o intuito de acabar com os filhos de Caim. Juntos, eles fizeram uma emboscada para os filhos de Caim, isso sim era uma guerra, uma imensa selvageria no primeiro conflito entre vampiros na nossa história. Nosferatu esperava nos arbustos com seus filhos enquanto os outros 12 se engafiavam com os filhos de Caim. Foi quando niguém o notando e após mandar seus filhos atacar que Nosferatu pulou no pescoço de sua senhora e enfiando os dentes em seu pescoço começou a chupar o sangue dela. Logo depois tudo pareceu imóvel. Até mesmo os sons da floresta pararam para ouvir Nosferatu sugando o sangue de sua senhora. Ele estava sedento de sangue, e era o próprio Nosferatu que enquanto bebia do sangue de sua senhora arranhava-lhe o rosto em vingança. Quando ela finalmente estava morta e Nosferatu tinha deixado o seu rosto inrreconhecivél, foi que ele sentiu uma ótima sensação pois o poder percorria as suas veias. Nosferatu, ficou ali parado com a sua senhora morta nos braços pronto para beber o resto do sangue dela e consumir todo o poder, foi quando ele sentiu em sua cabeça um soco como se estivessem 12 elefantes batedo em sua cabeça, era Caim. Caim retornava, furioso pela mentira contado por Nosferatu, e entedera tud o quando vira o cicatriz em seu rosto e o rosto da senhora de Nosferatu todo espedaçado. Então Caim disse. - Por vaidade cometestes o maior dos crimes. Sente orgulho de tua antiga forma ? Então trarei de ti o que restou dela. E Caim tocou o rosto de Nosferatu, transformando-o num reflexo de sua fúria e rancor. Ele foi o primeiro e pior dos Nosferatus, nunca houve alguém tão feio quanto Nosferatu, e então Caim disse mais uma vez. - Tu criastes filhos. Eu os Amaldiço-o, e a tua linhagem inteira, até o fim de todos os tempos, como fiz a ti. E por todo o mundo os filhos de Nosferatu, caíram ao solo de aungustia e dor e mudaram a sua face e corpo. Até a filha que Nosferatu não havia capturado mudara. Foi ela quem originou todos os Nosferatus. Nosferatu pos-se em pé com dificuldade e todos os outros vampiros deviaram o olhar, menos Caim. Ele escondeu o rosto de vergonha e saiu correndo e uivando de dor, pela mudança. Mas ele não estava derrotado, ele fizera laços de sangue com todos os seus filhos menos com a mulher do riacho, e foi através dela que ele derramou a sua fúria sobre os humanos e vampiros. A maldiçõa dos seus filhos presos sob o laços de sangue era maior que a nossa. Eles foram considerados culpados por todos os crimes de Nosferatu e formaram o Nictuku, que jurou caçar-nos até a última noite. Dizem que Nosferatu encontra-se em torpor, mas o próprio Caim assegurou que em seus sonhos Nosferatu verá sua horrivel imagem, para nunca se esquecer dos crimes cometidos. Nosferatu transmite seus sonhos e pesadelos aos Nictuku, e ele nos odeia. Nosferatu acredita que se conseguri destruir a todos os Nosferatus oferecendo em sacrificio a Caim, Caim o perdoará e removerá a maldição. Por isso nos escondemos, por isso nos protegemos não savemos quando um Nictuku esta por perto para nós pegar, ams nossa sorte é que sabemos nos esconder bem.

DISCIPLINAS :

Animalismo :

O Animalismo permite empatia e poder sobre o mundo animal, e também com o animal interno, a Besta que se esconde no coração de cada Cainita. Os indivíduos com Animalismo conseguem compreender e acalmar as paixões dos animais. Eles podem controlar as ações destas criaturas tocando o coração da Besta dentro de todos eles.
 
 

Ofuscação :

Os membros dotados com essa Disciplina conseguem se imiscuir em multidões e, quando precisam, esconder-se delas. Quando eles não querem ser vistos, outros, especialmente mortais, raramente notam sua presença. Potência : Esta Disciplina define a força superior que o vampiro possui. Este físico adicional pode permitir que sejam realizadas façanhas, muito além do que um mortal comum seria capaz de desempenhar. A Potência possibilita que o vampiro salte distâncias imensas, ergam grandes pesos e inflijam danos consideráveis sobre indivíduos ou objetos.
 
 

RELAÇÕES :

Malkavianos : São de dar nos nervos, não são ? Jamais confie neles.

Tremere : Sujeitos sombrios; Eles escondem alguma coisa.

Brujah : São gente boa, uma vez que não se dê ouvidos às besteiras que dizem..

Toreador : Uns filhotinhos de cabeça vazia que deviam levar uma boa sova.

Ventrue : Certinhos demais. Parecem que têm o Príncipe na barriga ...

Gangrel : Bons camaradas. Sabem quem são.

 

- Tremere Os integrantes deste clã são dedicados e extremamente bem organizados. Mas há quem os considere arcanos e indignos de confiança. São agressivos, altamente intelectuais e manipuladores, respeitando apenas aqueles que lutam e preservam a despeito de todas as adversidades. Os Tremere acreditam que devem usar os outros clãs para prosperar. "Faça amizade com eles, deixe-os pensar que são iguais a você, mas jamais esqueça que nossa prioridade é servir o clã", sussuram os anciões Tremere aos seus progênitos. "Se você precisar usar seus amigos a serviço do clã, então saberá que seu tempo não foi disperdiçado."

Os Tremere são muito estranhos. Eles afirmam ter sidos magos que voluntariamente abdicaram da "arte" pelos poderes e pela vida eterna do vampiro. Eles jamais apontaram um fundados, e alguns dizem que nunca tiveram um, tendo despendido apenas de seus poderes místicos paraatingir sua posição atual. Porém a maioria dos membros mais antigos discoda dessa versão.

Sua dependência do sangue aparentemente é profunda, e há quem recentememte é profunda, e há quem diga que eles conhecem formas especiais de usar o sangue para adquirir poderes extraordinários. Muitos acreditam também que o conhecimento dessas práticas tenha sido passado de geração em geração e agora sejam considerados pelos Tremere mais jovens como naturais e comuns, e certamente não como mágica.

Os líderes deste clã têm como base Viena, embora tenham capítulos (guildas para prática da magia) em todos os continentes do mundo. Diz-se que um conselho de sete anciões, sediado em Viena, controla o clã ineiro. Desse núcleo, mantêm um grupo organizado altamente hierárquico, que nõa permite que nenhum forasteiro conheça suas atividades internas.

Os Tremere costumam nutrir um amor e uma lealdade imensa por seu clã, e os integrantes mais jovens do clã devem obedecer aos anciões sem perguntas. Porém, na prática isso nõa é mais tõa verdadeiro quanto antes. Embora hajam alguns rebeldes e anarquistas na linhagem Tremere, acredita-se que eles estejam fingindo sob ordens do clã, como parte de suas maquinações de longo prazo.

DISCIPLINAS :

Auspícios :

Esta Disciplina é uma das percepções e empatias extrasensoriais. Os indivíduos com esta disciplina tendem a ser fortemente afetados pelos fenômenos ambientais, especialmente a beleza. Os ruídos altos podem ser muito perturbadores.

Dominação :

Esta Disciplina refleta a capacidade mística dos vampiros em influenciar a mente e ações dos outros. A Dominação é um aspecto do poder da mente e da vontade. Ela afeta o julgamento e o funcionamento mental do alvo, não as emoções.

Taumaturgia :

Poucos Membros são capazes de praticar tal disciplina. Esta é a pratica da magia do sangue, sendo dominada principalmente pelo clan Tremere. Esta magia descende diretamente das teorias e práticas da Ordem de Hermes, uma ordem medieval de magos. A Taumaturgia também permite a realização de certos rituais. RELAÇÕES :

Malkavianos : Muitas vezes parecem normais, mas a linhagem inteira carrega essa estranha maldição. Ocasionalmente são úteis.

Toreador : Hedonistas fúteis. Eles não entendem que a Gehenna marcará o fim de seu estilo de vida, permanentemente.

Brujah : Revolucionários ignorantes que nem mesmo compreendem ao que se opõem. Respeitam apenas ao poder.

Nosferatu : Estas criaturas podem ser servos muito úteis, mas são nocivos demais para serem tolerados por muito tempo.

Ventrue : Demasiadamente separatistas para serem eficazes; a despeito são nossos maiores rivais pelo controle da Camarilla.

Gangrel : Membros nobres, ao seu próprio modo.

 

- Toreador "Música, luzes, beleza e sangue! Mergulhe nisso. Agarre-o com essas mãos sufocantes. Segure-o contra seu seio morto. Erga-o até lábios sem vida e beije-o com uma boca que nada conhece além de mentiras obcenas. Isso é a vibração que você não pode sentir. Isso é a excitação raivosa que você esqueceu. Isso é o sedutor canto da sereia que falta em você. Isso é inspiração. Isso é vida." - Clanbook Toreador Os membros do Clã da Rosa vivem em um mundo de escuridão e, para fugir de tudo que há de repugnante neste mundo, eles ignoram aquilo que não for belo, buscando assim a perfeição. Os Toreador gostam da sua pós-vida, e aproveitam-na ao máximo, o que lhes valeu o apelido pejorativo de "degenerados". Em busca da beleza os Toreador imitam os humanos, mesmo sabendo que jamais serão humanos novamente. A Máscara, princípio criado por um dos seus, é a lei que garante o estilo de vida Toreador, que vêem nos humanos não apenas a presa, mas também família, amigos e amantes. Muitas histórias contam a origem do clã, mas esta é uma das mais ilustrativas, e por isso está aqui representada:

Dizem as lendas que Caim, encantado pela beleza de um jovem, tirou-o de sua família e criou-o até que este chegasse à idade adulta. Quando o jovem cresceu, Caim o Abraçou, criando assim seu primeiro filho, conhecido por alguns como Enoch. Mais tarde, Caim fez duas outras crias, mas isso não vem ao caso. Durante muito tempo Enoch foi o regente da Primeira Cidade. Seus irmãos criaram proles, desafiando Caim, que abandonou a Primeira Cidade. Esta foi destruída no Dilúvio, e a progênie de Caim partiu e criou a Segunda Cidade. Triste e solitário com a partida de seu pai, Enoch conheceu uma jovem escultora, cujas obras tocaram seu coração. Ele então Abraçou-a, bem como seu irmão gêmeo, e seus nomes eram Arikel e Malkav.

Nada faltava para Arikel, pois Enoch providenciava tudo para que ela pudesse se dedicar apenas à sua Arte. Ela foi proibida de criar progênie, e no início isso não a afetou, mas com o passar do tempo a solidão começou a incomodar Arikel e, num momento de paixão, ela Abraçou um jovem.

Sabendo que seria punida, Arikel convenceu Brujah, outro da Terceira Geração, a matar seu Senhor, e assim começou a guerra entre a Segunda e a Terceira Gerações. Mas Enoch escapou para o deserto, e Arikel não o destruiu (alguns dizem que ela não pôde, outros dizem que ela não teve oportunidade). Mas, independente da razão, o clã Toreador é o mais velho dos clãs, pois possui sua linha intacta: Caim está vivo, Enoch está vivo, Arikel está viva, e as demais gerações povoam o mundo.

Os membros do clã da Rosa dividem-se em duas facções principais: os Artistas e os Poseurs (esta alcunha é preferível a "blefadores"). A diferença básica entre eles é a que está no nome: os Artistas têm talento, e são capazes de criar obras de valor e beleza; já os Poseurs são aqueles abraçados por sua beleza física ou em momentos de paixão,e não possuem habilidades artísticas de fato.

Pode-se afirmar que a existência dos Toreador tem como combustível maior não o sangue, mas a paixão e, em raras ocasiões, o amor. O Clã da Rosa tem por característica o fato de que seus membros não perderam a fagulha que move os humanos, sendo tão capazes de se encantar quanto de encantar os outros. Por isso mesmo, os Toreador costumam se misturar facilmente aos humanos, pois conseguem reproduzir o que diferencia mortais e imortais: sentimentos.

Os Toreador também são conhecidos por participarem ativamente da política da Camarilla, competindo com os Ventrue em número de Príncipes. A política costuma ser domínio dos Poseur, uma vez que estes geralmente têm línguas afiadas e um repertório bastante diversificado.

Enquanto clãs como os Ventrue e os Tremere preocupam-se com riqueza e poder, os Toreador são hedonistas, dando mais valor às artes, à beleza e à diversão do que às coisas materiais. Para eles, poder e riqueza são meios para se obter os fins que almejam.

Assim são os Toreador: pervertidos, exuberantes, hedonistas, cativantes, belos, passionais... humanos.

DISCIPLINAS :

Auspícios :

Esta Disciplina é uma das percepções e empatias extrasensoriais. Os indivíduos com esta disciplina tendem a ser fortemente afetados pelos fenômenos ambientais, especialmente a beleza. Os ruídos altos podem ser muito perturbadores.

Rapidez :

Esta Disciplina explica a rapidez superior de alguns vampiros. Um nível de rapidez possibilita a um vampiro deslocar-se extremamente rápido em momentos de stress e desempenhar ações multiplas num único turno.

Presença :

Aquele que detém esta disciplina é excepcionalmente atraente a outros indivíduos. As pessoas querem estar na compania deste, para banharem-se na luz brilhante que ele irradia. A Presença é um aspecto natural de personalidade de cada um. É uma disciplina poderosa, porém, sutil.

RELAÇÕES :

Malkavianos : Embora o caos possa ser belo, existir em meio a ele seria difícil.

Tremere : A honestidade não é uma palavra que possa ser associada a este clan, mas os respeitamos por sua dedicação.

Brujah : Eles nutrem pouco respeito pelas conquistas da civilização, mas compreendem a virtude da mudança.

Nosferatu : Estas criaturas asquerosas deviam há muito ter sido expulsas da Camarilla. Eles odeiam toda beleza e nos desprezam pela nossa.

Ventrue : Patrícios de nossa espécie, os Ventrue são os únicos que possuem refinamento para apreciar a arte, mas não tanto como nós.

Gangrel : Confessamos que não conseguimos entendê-los. Serão eles realmente membros ?

- Ventrue Os Ventrue acreditam que a história não deve ser escrita por vitoriosos, afinal, se este modo fosse o correto, porque existiriam tantas versões do mesmo relato !? Assim, a sua história é escrita por sobreviventes, relatos de um povo. A história pode parecer fantasiosa e talvez com algumas falhas. Mas é a história vista por um povo, um clan, e que dá muito orgulho aos membros ventrues.

Diz a história que o criador deste clan, Ventrue, filho direto de Caim, desde os primórdios já era ativo politicamente e respeitado.

Ventrue era conselheiro de Caim, e seu braço direito. Juntos, ergueram a primeira cidade, Enoch ou Lamech, e auxiliaram seu desenvolvimento. Uma cidade muito rica, coberta de ouro e especiarias vindas de toda parte do mundo.

Enoch foi se consolidando, e surge então a terceira geração de vampiros. Com o advento de novos imortais, Caim relata a seu filho confidente, Ventrue, seu maior medo.

Dizia ele que sonhara com o fim da convivência pacífica entre os mortais e imortais. Não só os vampiros, mas aqueles que também tinham a vida eterna como lobisomens, bruxas, mortos-vivos.

Ventrue se assusta pois mal sabia da existência de outros imortais, muito menos acreditava no fim do convívio pacífico. Caim ainda dizia que o pior não seria esta perseguição aos imortais, mas sim o conflito que seria gerado entre os da própria espécie, correndo o perigo de extingui-la.

Ventrue assustado pergunta a Caim se este destino estava escrito e era imutavel ... Ele apenas responde : Eu não sei ... Se qualquer outra pessoa tivesse relatado tal sonho para Ventrue, ele nada faria, porém, tais relatos vinham do Pai de todos, de Caim.

Quando se encontrou sozinho Ventrue só se recordava das palavras de Caim e sua face assustada e preocupada. Após três semanas e duas noites, Ventrue sai de seu palácio com apenas uma determinação, que faria o possivel e o impossivel para defender os de sua espécie, e que se dependesse de suas forças, tal mal que Caim prevera, não aconteceria.

Seu castelo se torna uma fortaleza. Ventrue passa a guardar em segurança diversas relíquias dos imortais. Alguns questionam o porque, como sua irmã Brujah.

Ventrue começa a reparar que ele estaria então a provocar um sentimento novo em seus irmãos. A inveja e a intriga. Assustado ele profere um relato a todos.Explica que ele apenas quer o bem de todos, e todas estas reliquias seriam utilizadas para a construção de um novo mundo quando chegasse a hora. Ele olhou para um de seus irmãos, que hoje é chamado Nosferatu, esperando que as perguntas continuassem e este apenas sorriu. A partir daquele momento Ventrue percebeu que as coisas não seriam mais como sempre foram.

O silêncio o assustou. Ventrue se prepara então para uma guerra. Mas uma guerra contra os de sua espécie, que mesmo sendo seus aliados, após aquela reunião, tudo seria diferente.

Quando Caim estava a se separar de seus filhos, o último a entrar em contato com ele, fora Ventrue. Olhando para o Pai de todos, perguntou : Pai, não ficarás conosco ? Quem nos liderará e auxiliará na resolução de nossos conflitos e apaziguará nossas almas oprimidas ? Caim olhou firme nos olhos de Ventrue e apenas sorriu.

Assim Ventrue passa a supervisionar todos os clans e auxilia o crescimento da segunda cidade depois da destruição de Enoch. Mesmo sabendo que esta estaria condenada, não mediu esforços e fez esta crescer. Guardou as reliquias da primeira cidade, e os escondeu. Seguro, pois sabia que quando fosse necessário, eles estariam intactos e prontos a serem utilizados. A segunda cidade cai, e os vampiros se espalham pelo mundo. Porém os Ventrues nunca perderam seu destaque na sociedade vampírica, participando ainda de cargos políticos importantes durante toda história, juntamente com os mortais. Ajudando no crescimento de verdadeiros impérios como o Império Romano. Com a inquisição, e novamente o risco da extinsão de seus irmãos, os Ventrues auxiliam na formação da chamada Camarilla, a qual, até hoje, ocupam um lugar de destaque.

DISCIPLINAS :

Dominação :

Esta Disciplina refleta a capacidade mística dos vampiros em influenciar a mente e ações dos outros. A Dominação é um aspecto do poder da mente e da vontade. Ela afeta o julgamento e o funcionamento mental do alvo, não as emoções.

Fortitude :

A Fortitude descreve um tipo de resistência e vigor sobrenatural que possibilita ao Membro vantagens extras em resistir a danos a que sua espécie seja particularmente vulnerável. A Fortitude fornece capacidade em resistir à luz solar e ao fogo àqueles que a possuem.

Presença :

Aquele que detém esta disciplina é excepcionalmente atraente a outros indivíduos. As pessoas querem estar na compania deste, para banharem-se na luz brilhante que ele irradia. A Presença é um aspecto natural de personalidade de cada um. É uma disciplina poderosa, porém, sutil.

RELAÇÕES :

Nosferatu : São criaturas assustadoras, mas não tem culpa do que são.

Tremere : Bons camaradas, apoiam a Camarilla em 100 %, mas possuem motivações incertas.

Gangrel : São um pouco incultos, mas dignos de confiança.

Toreador : Tem bom gosto e criatividade, porém, são um pouco exagerados.

Brujah : São todos arruaceiros e rebeldes. São incontroláveis e indomáveis.

Malkavianos : Não são nem a metade loucos do que fingem ser.

vampire.jpg

Direitos Reservados de Kaworu Nagisa

Terra Média Das Mais Magnificas Raças